quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

ESPERANÇA


Há algo novo se espalhando pelo ar:
Um sentimento que não se pára pra sentir,
Voz muito altiva impossível não se ouvir,
Gesto ignoto que não dá pra decifrar...

É Rock ‘n Roll, pedras rolando, puro som,
O grande urro de uma déia, a mais bonita,
É obvio, tempo, intuitivo, puro e bom,
Intervalo, uma luz bela, fuga infinita...

É do peito donde emerge o sentimento,
Vem com a noite, como a morte, indefinido,
É sonho velho, anjo novo, grande amigo,

Está no ar se divagando no momento
Em que te encerras no teu seio, deprimido,
E mora e dorme no teu peito, um inimigo...

Nenhum comentário: